Blackfield: mais um grande trabalho do projeto de Steven Wilson

Posted by TRMB | Posted in | Posted on 19:55

Com uma ótima mistura de rock progressivo, rock alternativo, pop rock e até mesmo indie rock, o Blackfield chega ao seu quarto álbum, Blackfield IV – e chega como um dos candidatos a disco mais bem feito do ano.



A banda nada mais é do que um projeto paralelo de Steven Wilson, gênio da atual geração do rock progressivo e líder do Porcupine Tree, junto com Aviv Geffen; os dois dividem os vocais, guitarras e teclados e Wilson produziu o disco. Acompanham a dupla o baixista Seffy Efrati, o baterista Tomer Z e o tecladista Eran Mitelman.

Com o dom incrível para criação de belas melodias que a dupla principal tem, o álbum passeia por climas progressivos e pinkfloydianos como na bela Pills, temas psicodélicos/sessentistas como Kissed by the Devil, rock alternativo em Lost Souls e canções pop bem inspiradas como a linda Sense of Insanity, com um refrão que fica na mente após a primeira ouvida.

XRay é uma balada pronta para tocar em qualquer rádio FM do mundo, enquanto a delicadeza de The Only Fool Is Me exige ouvidos mais atentos.
Sobra espaço até para a música eletrônica na canção After the Rain.


Brett Anderson, do Suede, participa em Firefly, Jonathan Donahue, do Mercury Rev, em The Only Fool Is Me e Vincent Cavanagh, do Anathema, em XRay.


Uma bela mistura de gêneros e influências que ao mesmo tempo soa como um som único. Um disco de tiro curto, a maior canção tem 3m35s, que você escuta três ou quatro vezes seguidas sem nenhum problema. Um trabalho de pop/rock/progressivo de Gente Grande. Com G maiúsculo mesmo.

Steven Wilson é um gênio. E este novo trabalho do Blackfoot é mais um brilhante passo do caminho desse grande músico.

Carlos H. Silva

Nota: 9.0

1. Pills
2. Springtime
3. X-Ray
4. Sense of Insanity
5. Firefly
6. The Only Fool is Me
7. Jupiter
8. Kissed by the Devil
9. Lost Souls
10. Faking
11. After the Rain

Comments (0)

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...