Os 40 verões de Physical Graffiti, do Led Zeppelin

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 08:09



Batera quebrada, riffs distorcidos, vocal rasgado e provocante, linha de baixo delicadamente engenhosa e teclado experiente dão o tom perfeito a um dos maiores álbuns de todos os tempos. Já se foram 40 anos desde o lançamento de Physical Graffiti, obra bem sucedida do Led Zeppelin, vista por muitos como um divisor de águas na carreira da banda que estava em seu auge.

Inicialmente pensado como um disco simples, com apenas 8 faixas, o sexto álbum de estúdio do Led surpreendeu ao público da época ao sair em formato duplo, (pela própria gravadora da banda, a Swan Song Records), contendo 15 faixas. O mais curioso no entanto, ficou por conta da gravação do play. Physical Graffiti teve seu conteúdo concebido em diversos estúdios e sessões de gravação que variaram entre os anos de 1970 a 1974. Apesar da atmosfera miscelânica em que o álbum foi feito as músicas surpreendentemente se encaixam, dando sentido total ao trabalho, que aliás é o preferido dos ex-integrantes da banda.

Diversas influências passeiam por Physical Graffiti, desde o hard setentista - marca registrada dos caras - até o folk, o blues e o progressivo. As faixas que destaco são as hardonas The Rover e The Wanton Song, a groovada Trampled Under Foot, a belíssima e sofrível Ten Years Gone, o blues rock de In My Time Of Dying e a épica Kashmir.



A capa, como não poderia deixar de ser num trampo deste nível, também é um show à parte. Feita em Nova Yorque, mais precisamente em Manhattan, enquadra de maneira precisa a fachada do edifício 96 and 98 St. Mark’s Place, que anos depois viria a se tornar cenário do videoclipe de Waiting On A Friend de (1981), dos Stones.

E em comemoração aos 40 “verões” de Physical Graffiti, uma versão deluxe completamente remasterizada e produzida pelo guitarrista da banda, Jimmy Page, chegará esta semana para deleite total da nação. A edição de luxo do álbum conta com 7 faixas inéditas e novas versões para In My Time Of Dying, Houses Of The Holy e Trampled Under Foot. 

Excelente maneira de comemorar as 4 décadas de um dos mais celebrados álbuns do rock and roll!

Physical Graffiti (1975)


Disco 1 – lado A
1. "Custard Pie"         
2. "The Rover"           
3. "In My Time of Dying"   

Disco 1 - Lado B            
1. "Houses of the Holy"     
2. "Trampled Under Foot" 
3. "Kashmir"    
          
Disco 2 – Lado A        
1. "In the Light"         
2. "Bron-Yr-Aur"        
3. "Down by the Seaside" 
4. "Ten Years Gone"   

Disco 2 – Lado B            
1. "Night Flight"         
2. "The Wanton Song"      
3. "Boogie with Stu"   
4. "Black Country Woman"        
5. "Sick Again" 



Comments (0)

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...